André Bueno é um dos mais jovens pilotos do grid do Super Drift Brasil, mas não pense que falta audácia em seus planos. Após uma temporada de altos e baixos no último ano, ele só quer a parte alta em 2020. Para isso, corrigiu os erros em seu Nissan 350Z, preparou um upgrade na máquina e treina durante a quarentena para alcançar o pódio nas etapas. Além disso, claro, ele aproveita os conselhos de seu pai, Aparecido Bueno, ex-piloto de drift.

Conversamos com ele sobre tudo isso, e você confere abaixo:

SDB: André, você tem apenas 20 anos, é um dos mais jovens no grid. Como encara esse fato?

André: No início, eu sentia um pouco. Sentia que estava nervoso na hora de ir para pista, sabia que a idade tinha um peso. Eu era tímido, não tinha nenhuma experiência, mas isso mudou de algum tempo pra cá.

SDB: Quando você acha que aconteceu essa mudança?

André: Foi acontecendo de maneira natural conforme fui participando das etapas, fazendo amizade com os pilotos, vivenciando tudo isso. Fui me acostumando com tudo. Tenho três anos de carreira no drift, e hoje sinto que faço parte da comunidade do drift no Brasil.

SDB: Acredito que os conselhos do seu pai foram de grande importância nesse processo de amadurecimento, não?

André: Sim, foram muito importantes. Aliás, até hoje são (risos).

SDB: Vocês dividiram a pista no SDB, inclusive. Como foi essa sensação?

André: Foi inesquecível. Eu jamais imaginei que poderia acontecer. Sem dúvidas, uma das maiores emoções que senti na vida como piloto.

SDB: E também chegaram a duelar em uma batalha. Como foi essa experiência?

André: Foi legal demais também, bem especial. E a batalha foi dura, bem disputada.

SDB: E quem venceu?

André: Eu. Alguns dizem que ele me deixou ganhar, mas ele jura que não. Às vezes brincamos com isso dentro de casa, ele diz que fez corpo mole, que me deixou ganhar, mas é brincadeira (risos).

SDB: Aproveitando que você falou sobre ficar em casa, como tem sido a quarentena para você?

André: Lógico que queria estar na pista, com a temporada já acontecendo, tudo normalizado, mas estou aproveitando esse período. Estou definindo o design do carro ainda, e aproveitando para treinar muito no simulador. Fico, em média, umas duas horas por dia treinando.

SDB: Tanto treino é para conquistar algo grandioso em 2020. O que pretende?

André: Eu quero o pódio. Quero estar entre os melhores em cada etapa, somando pontos, vencendo batalhas. É para isso que venho me preparando. Fiz alguns ajustes importantes no carro, corrigi um problema de motor que me impediu de alcançar melhores resultados em 2019, então estou animado para a temporada.

SDB: O que não vai faltar para o André Bueno em 2020, para fechar nosso bate-papo?

André: Não vai faltar agressividade, principalmente nas batalhas. Sem dúvidas, é algo em que evoluí muito da última temporada até hoje. Sinto que estou melhor na proximidade, na velocidade, em tudo que envolve uma batalha. Sinto que estou evoluindo muito nessa parte, e  todos poderão confirmar isso assim que puder acelerar à vontade em pista.